Facebook image pixel
Veículos
Curitiba e Região
Dê sua opinião
Evitar Golpes
Início/ Como evitar golpes

Separamos algumas dicas para lhe ajudar a não cair nas garras de golpistas disfarçados de vendedores ou compradores. Certas situações desagradáveis podem acontecer na internet ou até mesmo pessoalmente, mas ocorrem com mais frequência em sites não especializados, esses sites que vendem de tudo e oferecem contato direto entre compradores e vendedores. Opte por encontrar seu próximo veículo em sites especializados em veículos, estes são mais focados e tendem a expor ofertas de vendedores profissionais.

Comprando veículo de uma loja

Nunca faça pagamentos antecipados, nem mesmo taxas de reserva ou aprovação de cadastro sem antes fazer uma visita a loja, certificar-se que ela e o veículo realmente existem;

Não envie ou autorize aprovação de financiamento em seu nome antes de certificar-se dos mesmos itens acima;

Milagres até podem existir, mas sempre desconfie do Santo! Veículos seguem uma faixa de preço de mercado e tabelas, tudo que for muito fora disso deve ser alvo de maior atenção;

Lojas, são empresas, empresas tem CNPJ e sócios, tanto um quanto outro podem ser consultados comercialmente para que você tenha maior segurança na negociação;

A opinião de outros compradores também é importante, você pode usar ferramentas de reputação on line, como por exemplo o Reclameaqui.com.br. Mas não se apavore, grandes empresas costumam ter reclamações, vale dar mais alguns cliques e ver se elas foram atendidas ou não.

Use também sua intuição e na dúvida, verifique mais um pouco.

Comprando veículo de um particular

Esta situação é mais preocupante, afinal, tanto vendedor quanto comprador não são profissionais nesta área, por tanto, se possível tenha sempre assessoramento de um despachante do DETRAN para tirar suas dúvidas em relação a documentação do veículo e procedimentos de transferência;

Aconselhamos também uma perícia do veículo, existem várias empresas que prestam esse serviço, ele custa entre R$150,00 e R$ 300,00, e lhe informará tudo sobre o estado físico e documental do veículo;

Jamais, de forma alguma, nunca, faça pagamentos antecipados ou envie seus documentos;

Desconfie de pessoas que dirão utilizar uma loja para fazer o financiamento ou ficar com seu veículo na troca. Esta situação pode acontecer, mas antes de qualquer coisa vá até a tal loja, certifique-se de toda a situação e antes de qualquer forma de pagamento, tenha em um mesmo local, todas as pessoas, veículos e documentos envolvidos no processo.

Vendendo veículo para uma loja

Esta é uma das situações de menor risco, porém sempre é válido se atender a detalhes;

Preferencialmente escolha uma loja indicada, tradicional, ou que lhe apresente documentos que demonstrem sua regularidade na atividade comércio de veículos;

Somente entregue o DUT (Documento Único de Transferência) no momento do recebimento do valor negociado pelo veículo;

Não deixe veículo e/ou documentos no estabelecimento com a promessa de conclusão do negócio no dia seguinte;

Importante: Vender para uma Loja não é consignação: Vender significa entregar o veículo e pegar o dinheiro, Consignação significa deixar o veículo na loja para ser vendido e você receber o dinheiro somente após a loja vender a um terceiro, não se iluda com promessas de venda rápida para cliente “pré cadastrado”.

Vendendo veículo para um particular

Este modo é tão preocupante quanto comprar de um particular. Por se tratar de duas pessoas “não profissionais” sempre que possível procure assessoramento de um despachante do DETRAN para tirar suas dúvidas em relação a documentação do veículo e procedimentos de transferência;

Tenha sempre cuidado ao receber pessoas para conhecerem o veículo e mais ainda para fazerem test drive, muitas pessoas nesses momento acabam sendo vítimas de crimes;

Na hora de mostrar o veículo a alguém procure estar acompanhado, e em local seguro, por exemplo: No pátio da empresa com o conhecimento do segurança. Informe a alguém quem está vindo ver o carro, peça um foto do documento desta pessoa e de seus acompanhantes, inicie uma conversa longe do veículo, onde você possa identificar que a pessoa é realmente a mesma que lhe enviou o documento;

Procure anunciar seu veículo sempre em sites especializados em veículos, porque estes sites geralmente trabalham com profissionais, o que dificulta o acesso a golpistas.

Deixando em consignação em uma loja

Lembro antes de mais nada, consignação é praticamente sinônimo de confiança, onde não há confiança não deve haver consignação;

Consignação é deixar seu bem, neste caso, seu carrão querido, para outra pessoa ficar responsável por ele e realizar sua venda, acreditando que este irá lhe pagar após negociá-lo com o comprador;

É famoso golpe da consignação, onde o dono do veículo acaba sendo lesado e nunca vê a cor do dinheiro. Mas por que isso aconteceu? Certamente porque o proprietário confiou seu carro a pessoa errada e exagerou nos poderemos que deu a esta pessoa;

Deixe seu veiculo consignado somente onde você conhece as pessoas e a empresa;

Entregue os documentos do Veículo somente no momento que ele realmente estiver sendo negociado;

Consulte se a loja possui algum tipo de restrição comercial, consulte se os sócios da empresa são realmente as pessoas a frente da loja;

Consulte os sites de reclamações;

Esteja amparado por contrato de consignação, preferencialmente reconhecido em cartório e assinado por pessoas que sejam legalmente representantes da loja.